sexta-feira, 31 de julho de 2009

É de uma simplicidade...

Esse filme é maravilhoso...exclusivamente do ponto de vista humano mesmo!!Com uma história simples, sutil, comovente que mostra a pureza da inocência e o poder do companheirismo.Retrata bem o humanismo e o valor da solidariedade.

"Ali (Amir Hashemian) é uma criança pobre que apesar de ter apenas 9 anos, mal pode brincar porque já é obrigado pelo pai a trabalhar para ajudar à família, mas sem abandonar a escola, que aliás é um dos melhores alunos. Tudo se complica quando Ali perde os sapatos da irmã, Zahra, que estavam sendo restaurados e pede a ela para não contar aos pais ( repare no desespero de Ali ). Ambos passam a dividir o tênis de Ali para irem àescola, resultando numa série de percalços e aventuras. Ali espera todo dia sua irmã chegar da escola para pegar o tênis e ir estudar. Ali enxerga uma esperança numa competição de atletismo que a sua escola vai promover, cujo prêmio para o terceiro lugar é um par de tênis, e ele garante para Zahra que chegará somente em terceiro. Fica reservado à trama um surpreendente e tocante final que impede que as pessoas deixem a sala de cinema sem algum questionamento.Ele é Iraniano e as lições de vida são passadas a cada tomada e, cabe ao espectador, assimilar aquilo que lhe é interessante e tentar incrementar a sua vida com estes fluidos positivos, tão necessários para uma melhor convivência. Uma cena, no mínimo honesta, é uma que o pai de Ali perante milhares de torrões de açúcar, pede ao filho para ir a vizinha pegar açúcar emprestado para adoçar sua refeição e Ali, surpreso, fala para o pai pegar um torrão a sua frente, mas esse diz ao filho que os torrões não são dele e isso seria roubo. "Filhos do Paraíso" é mais um a mostrar que as idéias simples são responsáveis por belos filmes e como hoje em dia o que impera é a pirotecnia e os efeitos especiais de Hollywood, estes se tornam raros e muito essenciais."

Assista e depois vá ao armário e pense se não pode doar aquela roupa ou sapato que está lá no cantinho sem qualquer sinal de uso.
Um filme indispensável.
Até..

6 comentários:

  1. é, eu peguei esse filme na net ja... por causa de vc falar tanto dele.. mas ainda nao assisti! vou ver se vejo esse fds!!!
    bjo

    ResponderExcluir
  2. Ve sim Rafha, o seu lado poeta vai fazer valer mais a pena ainda!!!!!!!!ehehe

    ResponderExcluir
  3. Gostei tb de ler sobre este filme.. vou ver se consigo acha-lo a net.. valeu Pitty pela dica

    ResponderExcluir
  4. è uma correria!!!!!!rsrsrsrsrs...

    ResponderExcluir
  5. Você ficou cansado, né Fabinho!!!rs
    A mensagem é muito bonita!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Pittizinha!!!! Esse filme ai ainda não vi...mas quero sugerir um.

    ADEUS LENIN!

    Não deixe de assistir!
    Um filme que fala do amor em suas diferentes formas de expressão. Com questões políticas e ideológicas. Um filme que trata diferentes assuntos de forma inteligente e bem humorada, com leveza e sensibilidade, tendo a História alemã como pano de fundo. É uma reflexão sobre a velha oposição entre práticos e idealistas, inseridos e desajustados, vanguardistas e ultrapassados. E acima da ideologia, está o amor entre mãe e filho. Pra completar a trilha sonora de YANN TIERSEN.


    Christine (Katrin Sass) é uma mãe devotada aos filhos e ao partido comunista. Depois que seu marido abandonou a família em circunstâncias mal explicadas, ela passou a ser uma ativista da causa socialista. Seu filho Alexander (Daniel Brühl) é mais pragmático e não se entusiasma com o comunismo. Chega a participar de uma passeata de protesto em 1989 pela queda do regime alemão oriental. A mãe de Alexander o vê no exato momento em que ele é preso pela polícia que dispersa a passeata e isso a leva a um enfarte. Ela permanece em coma por oito meses e, enquanto isso, a situação política da Alemanha oriental vira de pernas para o ar. Quando Christine sai do coma, os médicos avisam o filho que a situação dela é muito delicada e que ela não pode passar por emoções fortes. Alexander então decide esconder da mãe comunista fervorosa toda a reviravolta política que ocorre no país. A partir daí, está montado o palco para situações hilárias e absurdas.

    http://www.youtube.com/watch?v=r85BKBTcEgg

    ResponderExcluir